Dicas de músicas autobiográficas para sua playlist

Publicado: agosto 6, 2010 em músicas autobiográficas para playlist
Nos últimos tempos, a invasão da mídia sobre a vida do artista cresceu vertiginosamente. São escândalos de figuras recorrentes como Amy Winehouse, Britney Spears e Lindsay Lohan que alimentam tablóides e blogs ao redor do mundo, e satisfazem a curiosidade dos fãs em descobrir o ser humano por trás da música.

Mas a forma mais nobre de descobrir a pessoa por trás do artista continua sendo através da própria arte! E é por isso que o Som na Caixa selecionou cinco momentos em que a música serviu como trilha sonora da vida do próprio cantor, revelando segredos e romantizando os fatos (é só clicar no nome da música para conferir o link no youtube) :

1. How do you sleep? – John Lennon

Pois é, a treta mais clássica do rock’n roll tem a sua trilha! John Lennon cospe versos como “A única coisa que você fez foi Yesterday / E desde que você se foi, você é apenas outro dia” (em referência ao 1° single de Lennon, Another Day) que são como uma navalha na carne de Paul McCartney, logo após o final da banda (um tal de The Beatles). Dizem que houve reconciliação, mas Paul não deve ter dormido bem depois de ter ouvido esse tiro direto.

2. Freedom ‘90 – George Michael

O que todo mundo sabia ficou mais claro ainda. No começo dos anos 90, George Michael, embora não admitisse, saiu do armário com discrição e estilo: fez uma música e um clipe que marcaram época. A música que conta um pouco do seu desconforto com a pose de ídolo sexual tem no clipe a participação das maiores top-models da época dublando o próprio Michael. Acho que deu para entender né?

3. Meu caro amigo – Chico Buarque

“Mas eu só quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta”. O simpático choro de Chico Buarque é uma carta-atestado dos tempos de exílio e tenta comunicar a saudade do Brasil (e o prazer de voltar), mas também o estado de repressão por aquele que foi talvez um dos artistas mais censurados em época de ditadura. Ainda bem que a terra continua apenas com o samba, o choro e o rock ‘n roll.

4. You Oughta Know – Alanis Morrissette

Nada como fazer de um namoro ruim um grande sucesso! Alanis abriu a gaveta do ódio e despejou a raiva primal em versos como “Ela é pervertida como eu? / Ela faria sexo oral com você no teatro?” no som que se tornou o hino do ex-namorado cafajeste. Daqueles momentos em que a música diz tudo o que você queria mas não tem coragem.

5. Piece of me – Britney Spears

Alanis fez escola para a pop-star mais desgovernada da última década. Britney foi a primeira (Rihanna veio depois) a expor a destruição do seu sonho americano no som que trouxe sua carreira de volta para as paradas (mas sem sair dos tablóides). Essa de fato é “a senhorita Carma Ruim / A cada dia um novo drama”. E quem precisa ser discreto?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s