Arquivo da categoria ‘Grammy Latino’

Destaque entre os brasileiros indicados ao Grammy Latino 2010 nas categorias gerais, junto com artistas internacionais, Maria Bethânia já levou seu primeiro prêmio, mas na categoria dedicada exclusivamente aos brasileiros. O troféu –entregue durante a pré-cerimônia do evento no hotel Mandalay Bay, de Las Vegas– foi para melhor canção em língua portuguesa por “Tua”, composição de Adriana Calcanhoto e interpretada pela baiana.

Nas categorias gerais, o grupo João Donato Trio foi o vencedor de melhor disco de jazz por “Sambolero”. A cantora Marina de Oliveira levou o prêmio de melhor álbum de música cristã em língua portuguesa, que concorria com Paulo César Baruk, Marina de Oliveira, Bruna Karla, Kleber Lucas, Soraya Moraes, Rosa de Sarón e Padre Zezinho.

Com seu disco de estreia, que leva seu nome, Maria Gadú disputou o álbum do ano de cantor/compositor também nas categorias gerais, mas perdeu para Rubén Blades. Na categoria instrumental, dominada por brasileiros, quem levou o prêmio de melhor disco foi o cubano Arturo Sandoval, deixando para trás Yamandu Costa & Hamilton de Holanda (“Luz da Aurora”), Arthur Maia (“O Tempo e a Música”) e Paulo Moura e Armandinho (“Afrobossanova”).

Os brasileiros que concorriam a melhor álbum infantil latino –Banda de Boca com “MPB Para Crianças” e o disco “Brasileirinhos”, produzido por Paulo Bira– perderam para Luis Pescetti.

A pré-cerimônia teve apresentação de Hebe Camargo, uma das homenageadas nesta edição do Grammy Latino. Ela apresentou alguns dos prêmios, mas poucos brasileiros estavam presentes. A cantora Claudia Leitte esteve no local e Maria Gadú se apresentou no palco do evento.

Concorrência
Nas indicações gerais, Bethânia ainda concorre a gravação do ano também por “Tua”, disputando a categoria com Buika (“Se Me Hizo Fácil”), Camila (“Mientes”), Jorge Drexler (“Una Canción Me Trajo Hasta Aquí”) e Alejandro Sanz (“Desde Cuando”). A música também foi indicada em uma categoria técnica, a de melhor álbum de engenharia de gravação, mas perdeu para “Distinto” de Diego Torres.

Maria Gadú é indicada a revelação do ano, junto com Alex Cuba, Estrella, Jotdog e Koko. A 11ª edição dos prêmios –que tem Jorge Drexler e Alejandro Sanz entre os favoritos– terá sua cerimônia oficial iniciada às 23h (horário de Brasília).
Veja os vencedores nas categorias reservadas somente aos brasileiros:
 
Melhor álbum pop contemporâneo:

Céu – “Vagarosa”
Sandra de Sá – “Africanatividade – Cheiro de Brasil”
Claudia Leitte – “As Máscaras”
Sérgio Mendes – “Bom Tempo”
Michael Sullivan – “Ao Vivo: Na Linha do Tempo – Vol. 1”
Melhor álbum de rock:
Charlie Brown Jr – “Camisa 10 Joga Bola Até na Chuva”
Capital Inicial – “Das Kapital”
Andreas Kisser – “Hubris 1 & 2”
Nasi – “Vivo na Cena”
NX Zero – “Sete Chaves”

Melhor álbum de samba/pagode:

Alcione – “Acesa”
Martinho da Vila – “Poeta da Cidade: Martinho Canta Noel”
Grupo Revelação – “Ao Vivo no Morro”
Monobloco – “Monobloco”
Diogo Nogueira – “Tô Fazenda a Minha Parte”
Zeca Pagodinho – “MTV Especial Zeca Pagodinho – Uma Prova de Amor Ao Vivo”

Melhor álbum de música popular brasileira:

João Bosco – “Não Vou Pro Céu, Mas Já Não Vivo No Chão”
Dori Caymmi – “Inner World”
Gilberto Gil – “Banda Dois”
Toninho Horta – “Toninho Horta – Harmonia e Vozes”
Joyce – “Slow Music”
Jorge Vercillo – “D.N.A.”

Melhor álbum de música sertaneja:

João Bosco & Vinícius – “Coração Apaixonou – Ao Vivo”
Chitãozinho e Xororó – “Se For Pra Ser Feliz”
Zezé Di Camargo & Luciano – “Double Face”
Leonardo – “Esse Álguém Sou Eu”
César Menotti e Fabiano – “Retrato: Ao Vivo No Estúdio”
Luan Santana – “Ao Vivo”
Victor & Leo – “Ao Vivo e Em Cores em São Paulo”

Melhor álbum de música de raízes brasileiras – regional nativa:

Frank Aguiar – “Danquele Jeito”
Banda Calypso – “10 Anos – CD 2”
Gaúcho da Fronteira – “Gaúcho Doble Chapa”
Eva – “Lugar da Alegria”
Gilberto Gil – “Fé na Festa”

Melhor canção:

Jorge Vercillo – “Há de Ser”
Sérgio Santos – “Litoral e Interior”
Dori Caymmi – “Quebra-mar”
Edu Lobo – “Tantas Marés”
Maria Bethânia – “Tua”
Fonte:UOL

A cantora Maria Bethânia festeja um de seus

troféus durante p Prêmio da Música Brasileira.

(Foto: Roberto FilhoAgNews)

Os brasileiros Gilberto Gil, Dori Caymmi e Maria Gadú receberam duas indicações cada para os prêmios Grammy Latino, enquanto Maria Bethânia foi indicada à categoria de gravação do ano pela música “Tua”, informou nesta quarta-feira (8) a Latin Recording Academy.
O anúncio foi feito no clube Avalon, de Hollywood, e contou, entre outros, com a presença do mexicano Aleks Syntek, o portorriquenho Gilberto Santa Rosa, o cubano Arturo Sandoval, o trio de pop/rock mexicano Camila e os porto-riquenhos Kany Garcia e Mario Quintero Lara (de Los Tucanes de Tijuana), para anunciar os indicados.

A carioca Gadú concorre em duas categorias internacionais, como artista revelação e como melhor álbum de cantor-compositor por seu disco de estreia homônimo.

“Tua”, faixa título do novo disco de Maria Bethânia, também concorre como melhor música brasileira do ano, e o álbum foi indicado na categoria melhor engenharia de gravação.

Na categoria melhor disco de música instrumental, o Brasil conta com três indicados: Yamandu Costa & Hamilton de Holanda com “Luz da Aurora”, Arthur Maia com “O tempo e a música” e “Afrobossanova” de Paulo Moura e Armandinho.

Além dessas indicações, o país conta com categorias específicas, como melhor álbum de MPB, melhor álbum de pop contemporâneo brasileirp e melhor álbum de rock brasileiro, entre outras.

Favoritos latinos

O uruguaio Jorge Drexler, o espanhol Alejandro Sanz, o mexicano Mario Domm e o dominicano Juan Luis Guerra partem como favoritos ao Grammy Latino, com quatro candidaturas cada um.

Drexler concorre nas categorias de gravação do ano e canção do ano por “Una canción me trajo hasta aquí”; melhor álbum de cantor-compositor por “Amar la trama”, e melhor vídeo musical –versão longa por “La trama circular”.

Já Sanz conseguiu indicações para álbum do ano e melhor álbum vocal pop masculino por “Paraíso express”, assim como à gravação do ano e canção do ano por “Desde cuándo”.

Guerra, por sua vez, é candidato aos prêmios de álbum do ano e melhor álbum de música tropical-contemporânea por “A son de guerra”, e melhor canção de música tropical e melhor vídeo musical — versão curta por “Bachata en Fukuoka”.

Domm conseguiu candidaturas ao álbum do ano e ao melhor álbum vocal pop — dupla ou grupo por “Dejarte de amar”; gravação do ano e canção do ano por “Mientes”.

Entre os favoritos aos prêmios também estão Camila, Daddy Yankee, Lee Levin, Tommy Torres e Dan Warner, com três candidaturas cada um.

Duas indicações cada foram obtidas, entre outros, por Bebe, Rubén Blades, Concha Buika, Andrés Calamaro, Gustavo Cerati, Alex Cuba, El Cuarteto de Nos, Estrella, JotDog, La Mala Rodríguez e Vico C.

Outros artistas populares que obtiveram pelo menos uma candidatura são Marc Anthony, Miguel Bosé, Don Omar, Alejandro Fernández, Nelly Furtado, Enrique Iglesias, Juan Gabriel, Thalia, Diego Torres e Julieta Venegas.

Pessoa do ano

Gabriel Abaroa, presidente da The Latin Recording Academy, anunciou que nos próximos dias será conhecido o ganhador do prêmio Pessoa do Ano que a entidade entrega anualmente.

“Há nove meses, a Academia entrou em processo de votação que hoje produz seus primeiros resultados”, disse Abaroa sobre o palco. “Fica em meu baú de tristezas uma grande quantidade de gravações, álbuns e artistas que não passaram para a próxima rodada”.

O presidente da The Latin Recording Academy lembrou que o Grammy Latino não é um reconhecimento baseado em popularidade ou vendas, mas o voto chega por meio dos profissionais do mundo da música.

“Sabemos da importância que as indicações e os prêmios têm por ser resultado de um processo baseado na busca da integridade e excelência”, afirmou.

Para concorrer com Maria Bethânia ao prêmio de gravação do ano, estão a espanhola Concha Buika, por “Se me hizo fácil”; Camila, com “Mientes”; Jorge Drexler, por “Una canción me trajo hasta aquí”; e Alejandro Sanz, por “Desde cuándo”.

A 11ª edição dos prêmios Grammy Latino ocorrerá em 11 de novembro no hotel Mandalay Bay, de Las Vegas (EUA).

Grupo Calle 13, de Porto Rico, dominou premiação. (Foto: Mark Ralston/AFP Photo)

Caetano Veloso conquistou o Grammy Latino de Melhor Álbum Cantor/Compositor, por seu “Zii e Zie”, na entrega dos prêmios da Academia Latina de Gravação, nesta quinta-feira (5), em Las Vegas.

O Grammy Latino de Melhor Vídeo Musical/Versão Longa foi para “Música de Tom Jobim”, de Roberto Carlos e Caetano Veloso.

“Depois da guerra”, da Oficina G3, recebeu o Grammy Latino de Melhor Álbum Cristão em Português.

A entrega do Grammy Latino foi dominada pelo grupo porto-riquenho Calle 13, que levou quatro dos cinco prêmios que disputava.

Calle 13 recebeu o prêmio de Gravação do Ano, e seus integrantes René Pérez e Eduardo Cabra ganharam em Melhor Álbum de Música Urbana (“Los de atrás vienen conmigo”), Melhor Canção Alternativa (“No hay nadie como tú”) e Melhor Vídeo Musical Versão Curta (“La perla”).

Ivete Sangalo foi indicada em três categorias do Grammy. (Foto: Divulgação)

Os músicos Caetano Veloso, Ivan Lins e Ivete Sangalo estão entre os indicados da 10ª edição do Grammy Latino, que anunciou nesta quinta-feira (17) seus concorrentes.

A banda de música urbana Calle 13, de Porto Rico, é a grande favorita da premiação, com cinco indicações, enquanto Caetano Veloso, Ivan Lins e Ivete Sangalo foram citados em três categorias cada.

Na categoria de Música Brasileira, concorrem nomes consagrados como Rita Lee, Martinho da Vila e Erasmo Carlos, ao lado de artistas populares da atual MPB como Zélia Duncan, Jorge Vercillo e Zeca Pagodinho.

São ao todo oito subcategorias para os brasileiros, como Melhor Álbum de Rock ou Melhor Álbum de Pop Contemporâneo.

Ricardo Arjona (Guatemala), Babasónicos (Argentina), Bebe (Espanha), Café Tacvba (México), Andrés Cepeda (Colômbia), Daddy Yankee (Porto Rico), Don Omar (Porto Rico), Luis Enrique (Nicarágua), Luis Fonsi (Porto Rico), Sergio George (Estados Unidos), Saúl Hernández (México), Laura Pausini (Itália), Luz Ríos (México), Marco Antonio Solis (México), Mercedes Sosa (Argentina) e Tito “El Bambino” (Porto Rico) foram indicados em duas categorias cada um.

O duo Calle 13, integrado por René Pérez Joglar “Residente” e Eduardo José Cabra Martínez “Visitante”, foi indicado nas categorias Gravação do Ano, Álbum do Ano, Melhor Álbum de Música Urbana, Melhor Canção Alternativa e Melhor Vídeo Musical Versão Curta.

Nas categorias gerais, além de Ivan Lins (que concorre a Gravação do Ano e Álbum do Ano), Caetano Veloso (que concorre a Melhor Álbum de Cantor/Compositor e Melhor Vídeo Musical Versão Longa com Roberto Carlos) e Ivete Sangalo (Melhor Vídeo Musical Versão Longa), o carioca Marcelo D2 concorre na categoria Melhor Canção Urbana com “Desabafo”.

A Academia Latina da Gravação anunciou que premiará o cantor mexicano Juan Gabriel como personalidade do ano.

A 10ª edição anual do Grammy Latino, que terá 49 categorias, está marcada para o dia 5 de novembro no Mandalay Bay Events Center de Las Vegas.