Arquivo da categoria ‘iTunes’

       Here Comes the Sun foi o single digital mais vendido.

Os Beatles já venderam mais de 2 milhões de músicas e mais de 450 mil álbuns em todo o mundo na primeira semana desde seu lançamento do iTunes, loja virtual da Apple, informou a companhia nesta terça-feira (23).

Abbey Road foi o álbum digital mais vendido no iTunes nos Estados Unidos, encerrando a semana em 6o lugar. Já o Beatles Box Set ficou em 10o lugar no ranking do iTunes.

Here Comes the Sun foi o single digital mais vendido dos Beatles, mas a música não ficou entre as 10 mais vendidas da semana, de acordo com a Apple.

O catálogo dos Beatles foi lançado pela primeira vez no iTunes, maior loja de música digital do mundo, em 16 de novembro, após anos de negociações entre o fundador da Apple, Steve Jobs, e a agência e gravadora dos Beatles, EMI.

Anúncios

AC/DC e Garth Brooks ainda boicotam iTunes

Publicado: novembro 18, 2010 em iTunes

(Foto divulgação).

Os Beatles são os nomes mais recentes a aderir à digitalização de seu catálogo, mas muitos nomes famosos do pop ainda não toparam ter sua música vendidas em lojas virtuais como a iTunes.

O AC/DC, por exemplo, não coloca seus discos à venda pela via digital porque não quer que as canções possam ser compradas separadamente, segundo o guitarrista Angus Young.

O astro country Garth Brooks, por sua vez, acha que a Apple está “matando a música”.

Ele disse que não colocará seus discos à venda enquanto eles não puderem ser vendidos inteiros e não houver diferenciação de preços.

O cantor Kid Rock não gosta que todas as canções custem o mesmo preço (na verdade, há uma variação mínima atualmente).

Também não estão no iTunes e em outras lojas virtuais boa parte do material de nomnes importantes do rock como The Smiths, Tool, Def Leppard, Black Sabbath e Frank Zappa, entre outros

A Apple está ignorando um mercado extremamente grande ao não lançar sua loja de mídia digital iTunes no Brasil, afirmou o presidente da filial brasileira da maior gravadora do mundo nesta terça-feira (19).

Em anúncio de serviço gratuito de streaming de música aos usuários de banda larga da operadora GVT, o presidente da Universal Music Brasil, José Antonio Éboli, afirmou que atualmente cerca de um terço do faturamento da gravadora no país vem de vendas por novos meios digitais, incluindo downloads. Ele não revelou números precisos.

“A Apple está ignorando um mercado extremamente grande”, disse o executivo após ser questionado sobre a ausência da maior loja de música digital no principal mercado de Internet da América Latina.

Na avaliação do executivo, a ausência da Apple do mercado brasileiro de música digital fomenta serviços de rivais como o “Ovi Música Ilimitado”, da Nokia, que distribui música por celulares da companhia finlandesa.

Segundo Éboli, a indústria tem que encontrar maneiras mais baratas para oferecer música legal aos usuários e a parceria com a GVT anunciada nesta terça-feira “é muito bem-vinda para incentivar a venda de música no Brasil”.

“Hoje em dia não se encontra um garoto de 15 anos que tenha comprado um CD de música”, afirmou o executivo. A parceria com a GVT, segundo Éboli, pode evoluir para uma loja de downloads de música e marca a maior parceria já feita pela Universal Music no Brasil.

Lançado há 7 anos, a iTunes Music Store detém uma participação de cerca de 70 por cento sobre a venda de música digital nos Estados Unidos.

Pelo acordo com a Universal Music, a GVT vai disponibilizar aos seus clientes de banda larga, a partir de quarta-feira, acesso gratuito ao catálogo completo da gravadora, que inclui artistas como Rolling Stones e Ivete Sangalo, via streaming, ou transmissão pela internet.

iTunes detém 28% do mercado musical

Publicado: maio 31, 2010 em iTunes

Divulgação

Um relatório divulgado nesta semana apontou que a loja virtual da Apple, o iTunes, detém mais da metade do mercado de música digital, número que assusta seus concorrentes.

Atualmente, o iTunes detém 70% do mercado online de música, dado que representa 28% de todas as músicas vendidas durante o primeiro trimestre de 2010, em todos os formatos.

Com este número, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos está analisando as táticas da Apple no mercado de música digital e seus oficiais estão conversando com grandes gravadoras e companhias de internet para examinar tais dados.

De acordo com o NPD Group, que divulgou os números, a Amazon também cresceu e aumentou em três pontos percentuais a sua participação no mercado. Agora, ocupa a segunda posição com 12% de músicas vendidas em todos os formatos.

Segundo Russ Crupnick, o vice-presidente do grupo, o crescimento da Amazon mostra que atualmente tanto as vendas dos CDs quanto as vendas de músicas digitais estão bem fortes.

Em relação ao mesmo período do ano passado, as vendas das faixas digitais aumentaram 5% e correspondem a 40% do mercado total de músicas vendidas.

Já nas vendas de CDs, o mercado está bem dividido entre três grandes empresas. O Wal-Mart possui 17% do mercado, o Best Buy está com 14% e por último, a Amazon mantém 11% do segmento.
Autor: Andreia Pasquali