Arquivo da categoria ‘Morrissey’

Morrissey gosta de New York Dolls (Foto: Site oficial

/ Divulgação)
 
O cantor Morrissey citou para um site britânico seus 13 álbuns preferidos, aproveitando esta sexta-feira 13. Entre os escolhidos, não há nenhum disco do Smiths, banda que projetou Morrissey na década de 1980.
O disco homônimo do New York Dolls, de 1973, lidera a lista do site The Quietus, que tem três entradas Velvet Underground and Nico – juntos ou separados. Entre as escolhas há ainda gravações dos Ramones, Patti Smith, Roxy Music e Iggy and the Stooges, além de uma banda e álbum, com mesmo nome, praticamente desconhecidos que antecederam o glam rock: Jobriath.

Veja a lista completa:

1. New York Dolls – New York Dolls (Mercury, 1973)

2. Ramones – Ramones (Sire, 1976)

3. Patti Smith – Horses (Arista, 1976)

4. Nico – Chelsea Girl (MGM, 1967)

5. Iggy & The Stooges – Raw Power (Columbia, 1973)

6. Sparks – Kimono My House (Island, 1974)

7. Velvet Underground – ‘White Light/White Heat’ (Verve, 1968)

8. The Velvet Underground – ‘The Velvet Underground & Nico’ (Verve, 1967)

9. Roxy Music – ‘For Your Pleasure’ (Island, 1972)

10. Damien Dempsey – ‘Seize the Day’ (Attack, 2004)

11. Smoking Popes – ‘Born to Quit’ (Capitol, 1995)

12. Jeff Buckley – ‘Grace’ (Columbia, 1995)

13. Jobriath – ‘Jobriath’ (Elektra 1973)


O momento marca 20 anos depois da edição original.
Morrisey vai disponibilizar uma edição especial pelo 20º aniversário de «Bona Drag». A compilação foi originalmente editada em 1990, com os primeiros sete single realizados depois do cantor sair dos The Smiths. Agora, chega às lojas em CD e duplo vinil no dia 27 de Setembro.

O álbum contém ainda mais temas neste reedição. Algumas das músicas não editadas antes e dessa altura estão incluídas no alinhamento. Foi o próprio cantor que remisturou e visionou o processo de trabalho deste registo.

A ocasião será marcada com uma capa original bem como o interior do disco que será também ele trabalhado.

O alinhamento é já conhecido

«Piccadilly Palare»
«Interesting Drug»
«November Spawned A Monster»
«Will Never Marry»
«Such A Little Thing Makes Such A Big Difference»
«The Last Of The Famous International Playboys»
«Ouija Board, Ouija Board»
«Hairdresser On Fire»
«Everyday Is Like Sunday»
«He Knows I¿d Love To See Him»
«Yes, I Am Blind»
«Lucky Lisp»
«Suedehead»
«Disappointed»

Temas não editados:

«Happy Lovers At Last United»
«Lifeguard On Duty»
«Please Help The Cause Against Loneliness»
«Oh Phoney»
«The Bed Took Fire»
«Let The Right One Slip In»

Fonte:IOL

Morrissey, ex-vocalista do The Smiths. (Foto: AP)

Morrissey, ex-cantor da banda britânica The Smiths, teve alta neste domingo (25) do hospital onde foi internado após desmaiar, com problemas respiratórios, em um show em Swindon, na Inglaterra.

O vocalista de 50 anos foi internado no sábado como “medida de precaução” no Great Western Hospital de Swindon, mas “melhorou muito e recebeu alta”, confirmou uma porta-voz do centro médico.

Morrissey desmaiou no palco do Oasis Leisure Centre da cidade inglesa após interpretar “This charming man” – famosa música do The Smiths, grupo de rock alternativo que fez sucesso nos anos 80.

“O palco ficou escuro, ele foi retirado e depois saiu toda a sua banda”, disse Mark Taylor, que estava na apresentação, ao jornal “Sunday Telegraph”.

Uma porta-voz do serviço de ambulância do hospital que atendeu o músico afirmou que encontraram “um paciente inconsciente que não se sentia nada bem”.

Jillian Moody, outra testemunha que estava no show, disse à rede BBC que Morrissey continuamente “levava a mão à boca, como se estivesse doente”, e não parecia “confortável”.

O ex-integrante do The Smiths já tinha cancelado várias apresentações este ano por doença. Após a turnê pela Europa, Morrissey tem nove apresentações programadas nos Estados Unidos.