Arquivo da categoria ‘Peter Frampton’

O cantor e guitarrista inglês Peter Frampton vem ao Brasil para turnê em cinco capitais: Brasília (9 de setembro), Rio de Janeiro (11), Porto Alegre (14), São Paulo (17) e Belo Horizonte (18). O show paulista acontece na casa Via Funchal e esta é sua terceira passagem pelo país, apresentando-se anteriormente em 1978 e 1996.

Após o atentado ao World Trade Center, em Nova Iorque, em 11 de setembro de 2001, Frampton tornou-se cidadão norte-americano. Parte de seu repertório será baseado no álbum Thank You Mr. Churchill, lançado no início deste ano. Os sucessos Baby I Love Your Way, Show Me The Way e Do You Feel Like We Do não ficam de fora. Eles fizeram parte do CD Frampton Comes Alive, um dos discos mais vendidos do mundo.

A banda que o acompanha é composta por Rob Arthur (teclados, guitarra e backing vocal) e John Regan (baixo), Adam Lester (guitarra) e Dan Wojciechowski (bateria).

Foto: MySpace / David Dobson

O músico Peter Frampton Britanico (Foto: Steve
James / Reuters)

Os longos cabelos loiros agora estão curtinhos, e ele acaba de completar 60 anos no dia 22 de abril, mas Peter Frampton sente que reencontrou o pique criativo que fez dele um dos maiores nomes do rock.

Ele Admite que a quê Energia fez de Seu álbum de 1976 “Frampton Comes Alive” o disco de rock Gravado ao vivo Mais vendido da história perdeu-se em Para muitos Durante anos Uma Névoa Regada um álcool e drogas.

“Fiquei Sobrio Atrás sete anos. Não Que eu Fosse habitual Usuà ¡rio hum, eu bebia mas, me drogava, consumia o Que aparecesse”, Disse o roqueiro à Reuters em entrevista Recente.

“Eu já Fazia isso Algum tempo havia, e VOCÊ Nunca Chega AO Ponto em Que Pensar com Clareza consegue Suficiente n Crescer OU amadurecer. Seu atrofia Isso Crescimento Como Pessoa.”

“Tive Que Fazer O Que precisei parágrafo Chegar ágora Estou Aonde, Mas O Que É Que Estou dizendo Clareza Que Tenho uma ágora, o desfrutar da criatividade, É Muito Maior”, Disse Frampton.

Obrigado Mr. Churchill
Nascido na Grã-Bretanha, o guitarrista tornou-se Cidadão norte-americano Após os Ataques de 2001 e Atualmente vive em Cincinnati COM SUA terceira mulher, Tina. Ele Diz Que uma Prova do Que declaração ESTÁ Em seu novo álbum, “Obrigado Sr. Churchill”, Que Traz o clima introspectivo e em Nostalgico, Coisa Que Não surpreende parágrafo UM Homem Que completou 60 anos sem Passado mes.

“Eu Tinha UM trecho de música cabeça e nd Uma ideia: como térios Sido Meu pai se Não Tivesse retornado da guerra? Se OS Aliados tivessem vencido não?”

Mas o pai de Frampton retornou da guerra, sim, e DEU Quem Foi sua família o Pontapé inicial nd jornada musical de Sua Vida.

Seu pai Tinha tocado guitarra em banda nd Uma Faculdade, e Sua mãe ganhara Uma bolsa de estudos n Uma escola de teatro, embora Não Tivesse cursado uma escola. Mas banjolele UM Foi (um híbrido de banjo e cavaquinho) de SUA avó, fa do teatro de revista, Que o Levou um se interessar Por música, QUANDO Frampton Tinha 7 anos de idade.

Avó
Mais tarde, SUA avó – imortalizada nd faixa “Vaudeville Nanna e” banjolele, no novo álbum – compraria um par Primeira guitarra e Peter, Quando Ele ouviu artistas Americanos Como Eddie Cochrane e Buddy Holly Rádio não, o Fascínio Pelo deitou instrumentou raízes.

Como Para muitos guitarristas ingleses, porém, SUAS Maiores Influências Foram Hank Marvin, do The Shadows, e Bert Weedon.

Ainda na Escola, Frampton fez parte De uma banda TrueBeats Chamada. “Ela comecou Basicamente Graças EAo Shadows EA Hank Marvin. Ele Foi a Razão Que Levou-me um guitarrista Ser Querer”.

Mais de Quatro décadas Depois, Frampton CONSEGUIU Que tocasse Marvin Em seu álbum “impressões digitais”. “Foi UM Como sonho Que se Realizou”.

Frampton abandonou uma escola aos 16 anos e n. Entrou Uma banda de Londrina, o rebanho, Que TeVe ALGUNS sucessos pop psicodélicos. Mas, parágrafo Frampton, ESSA banda Não Passou De uma ponte parágrafo Maiores Coisas.

Sua beleza juvenil fotogênica Levou o Ser chamado de um Rosto “O de 68” Pela revista teen Britânica Rave. Mas foi o desempenho NA SUA guitarra Que o Levou um Ser notado, e Naquele ano formou um elemento banda Humble Pie com Steve Marriott, do Small Faces.
Fonte: g1 música