Arquivo da categoria ‘Premiação’

         Nando Reis e Skank homenageiam Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, com a canção ‘Vem morena’, primeiro número musical da noite (Foto: Alexandre Durão/G1)

Foi de maneira democrática e equilibrada que aconteceu a distribuição de troféus durante o 17º Prêmio Multishow de Música Brasileira, realizado na noite desta terça-feira (24), na HSBC Arena, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Simplesmente nenhum dos 12 vencedores se deu bem em mais de uma categoria.

Apresentada por Fernanda Torres e Bruno Mazzeo, a cerimônia também se caracterizou pelo reconhecimento a artistas de diferentes gerações, como a vencedora na categoria Melhor Álbum, a estreante Maria Gadú; e o vocalista do Skank, Samuel Rosa, eleito o Melhor Cantor.

A primeira fase da votação aconteceu entre 22 de janeiro e 14 de junho, quando o público pôde indicar nomes que queria ver concorrendo ao prêmio. Os 10 primeiros mais votados de cada categoria passaram para a segunda fase, que aconteceu entre 15 de junho e a meia-noite de 23 de agosto. Toda a votação foi feita pela internet e, segundo os organizadores, foram contabilizados na segunda fase mais de 30 milhões de votos.

Única categoria que manteve a escolha aberta até o momento da entrega do prêmio foi a de Melhor Grupo, ganho pela Banda Cine. O grupo paulistano concorria com nomes como NXZero, Skank e Titãs.

A novidade deste ano foi a criação da categoria Sertanejo. Foi vencida pela dupla Victor e Leo, que lembrou o preconceito a que o gênero ainda enfrenta. “Dentro de um espaço longo de tempo, comentou-se sobre as vertentes sertanejas tidas por muitos como algo chulo. Acho que, em todos os estilos, o que cabe é a essência”, disse Victor.

E nem mesmo nomes como a cantora Pitty e a banda NXZero, com três ou mais indicações, conseguiram colecionar mais de um prêmio. A baiana levou na categoria Melhor DVD; e o grupo liderado por Di Ferrero ganhou Melhor Clipe, com a música “Espero a minha vez”.

Oo momento “conscientização” da noite ficou com Ana Carolina. Ganhadora do troféu de Melhor Cantora, lembrou das eleições que se aproximam e pediu seriedade aos políticos com relação ao trabalho artístico.

“Daqui a pouco o Brasil vai estar prestes a redefinir o seu panorama político. E eu queria pedir aos candidatos que respeitem o nosso mercado e respeitem os nossos direitos autorais”, declarou.

Gafes e bom humor

A cerimônia teve início às 21h45 com “Vem morena”, de Gonzagão, executada em parceria entre Nando Reis e os mineiros do Skank. Pouco depois, Fernanda Torres apareceu com um vestido bastante esquisito. “Me lembra uma pipoca de Itu. Nem Lady Gaga tem um igual”, brincou a apresentadora com o próprio figurino. Depois, arrancou gargalhadas do público ao sentar no colo do ator e cantor Fiuk, filho de Fábio Jr. “A vida não presta mesmo. Eu era nova demais para o seu pai. Agora sou velha demais para você”.

As piadas, aliás, foram o forte da dupla que pontuou com muito deboche e bom humor a entrega dos prêmios. Entretanto, a dinâmica da cerimônia deixou os apresentadores um tanto perdidos em alguns momentos. No lugar de anunciar Luan Santana na categoria Revelação, Fernanda acabou chamando a banda Móveis Coloniais de Acaju, que levaria o prêmio Experimente logo em seguida.

Mais tarde, durante a apresentação do vencedor na categoria Melhor Show, uma mensagem de agradecimento da vencedora Ivete Sangalo foi exibida no telão. Ela está em Nova York para um show no Madison Square Garden e não pôde comparecer ao evento, mas anunciou que um representante de sua banda buscaria o troféu em seu nome. Fernanda se precipitou e chamou os próximos apresentadores ignorando a presença de Letieres Leite, saxofonista que toca com a baiana.

Bruno Mazzeo também se atrapalhou ao perceber que Claudia Leitte e a dupla Victor e Leo não estavam prontos para o número musical que acabara de anunciar. Foi preciso improvisar um rápido stand-up de comédia até que os cantores pudessem aparecer.

Homenagem surpresa

Outro momento constrangedor foi durante a homenagem surpresa aos Titãs. O agora quarteto (a banda chegou a ter oito integrantes) formado por Tony Bellotto, Paulo Miklos, Branco Mello e Sérgio Brito foi brindado por um medley com as canções “Marvin”, “Polícia”, “Flores”, “Comida” e “Epitáfio”, executado por uma banda só de mulheres, onde se revezaram Maria Gadú, Negra Li e Ana Carolina nos vocais.

O grupo feminino começou a tocar ainda sem a presença de Gadú no palco, o que tornou a introdução de “Marvin” quilométrica. Mas nada que estragasse a alegria dos veteranos rockeiros.

“Estamos muito emocionados. Quero agradecer muito esta homenagem e estendê-la a todos os companheiro e ex-Titãs Nando (Reis), Arnaldo (Antunes), Marcelo (Fromer), Charles (Gavin) e a todo mundo que deu sangue, suor e lágrimas para construir isso aqui”, agradeceu o guitarrista Tonny Bellotto.

“A gente deseja que todas as bandas iniciantes cheguem a este momento e possam receber algo tão bacana como esta homenagem. E a melhor maneira de retribuir é tocar a saideira para vocês”, completou Paulo Miklos, pouco antes do grupo executar “Sonífera ilha”.

A festa também teve outros números musicais. A cantora Claudia Leitte e a dupla sertaneja Victor & Leo fundiram “Pais e filhos”, da Legião Urbana, com “Stand by me”, sucesso de Ben E. King; a banda Cine e Lu Alone também aderiram ao “dois em um” com “A usurpadora” e “I love rock ‘n’ roll”, que virou hit com a banda Joan and The Jets; Caetano Veloso e Maria Gadú atacaram de “Rapte-me, camaleoa”, numa versão acústica da canção composta pelo compositor baiano; e a banda Copacabana Club, representante da cena independente brasileira, subiu ao palco para tocar a música “Just do it”.

Também participaram da cerimônia os ingleses do Bombay Bicycle Club, que se apresentaram pela primeira vez no país. O quarteto, uma das atrações da edição 2010 do Festival Glastonbury, tocou as canções “Always like this” — que contou com a participação do grupo Empolga às 9 — e “How can you swallow so much sleep”.

Confira abaixo os indicados do 17º Prêmio Multishow de Música Brasileira. Os vencedores estão destacados em negrito:

HOMENAGEM

Titãs

MELHOR CANTOR

Caetano Veloso

Di Ferrero

Dinho Ouro Preto

Lucas Silveira

Samuel Rosa

MELHOR CANTORA

Ana Carolina

Claudia Leitte

Ivete Sangalo

Maria Gadu

Pitty

MELHOR ÁLBUM

“Chiaroscuro”, Pitty

“Hori”, Hori

“Maria Gadu”, Maria Gadú

“Sete chaves”, NXZero

“The rise and fall of Beeshop”, Lucas Silveira

MELHOR CLIPE

“A usurpadora”, Banda Cine

“Espero a minha vez”, NXZero

“Me Adora”, Pitty

“Noites de um verão qualquer”, Skank

“Segredo”, Hori

MELHOR DVD

“Ao vivo e em cores”, Victor & Leo

“Chiaroscope”, Pitty

“Do outro lado da porta”, Fresno

“Luan Santana ao vivo”, Luan Santana

“Multishow Registo Ivete Sangalo / Pode Entrar”, Ivete Sangalo

MELHOR GRUPO

Banda Cine

NXZero

Restart

Skank

Titãs

MELHOR INSTRUMENTISTA

Cadu (Strike)

Cesinha (Maria Gadu e Vanesa da Matta)

Haroldo Ferretti (Skank)

Joe (Pitty)

Rodrigo Tavares (Fresno)

MELHOR MÚSICA

“Espero a minha vez”, NXZero

“Meteoro”, Luan Santana

“Me adora”, Pitty

“Recomeçar”, Restart

“Shimbalaiê”, Maria Gadú

MELHOR SHOW

Claudia Leitte

Ivete Sangalo

Luan Santana

NXZero

Victor & Leo

REVELAÇÃO

Hori

Lu Alone

Luan Santana

Maria Gadu

Restart

EXPERIMENTE

Cidadão Instigado

Copacabana Club

Móveis Coloniais de Acaju

Nina Becker

Stop Play Moon

ARTISTA SERTANEJO

César Menotti & Fabiano

Jorge & Mateus

Luan Santana

Maria Cecília e Rodolfo

Victor & Leo

TVZÉ

“As máscaras”, Claudia Leitte – Thiago Cardoso

“Gosto tanto”, Wanessa – Douglas Vieira de Souza

“Na base do beijo”, Ivete Sangalo – Cadu Gauer

“A tendência”, Strike – Bruna Knudsen Rodrigues

“Entreolhares”, Ana Carolina & John Legend – Henrique Rangel Mello de Sales

Fonte:G1

Maria Gadú, que recebeu o prêmio de Melhor Álbum, canta ‘Rapte-me, camaleoa’ junto com Caetano Veloso (Foto: Alexandre Durão/G1)
Fonte:G1

Anúncios

Um brasileiro de 20 anos é o grande vencedor do programa alemão “Popstars.” Seu disco em dueto com uma parceira já está sendo vendido na Alemanha.

Leo Ritzmann, que também tem nacionalidade suíça, venceu o show de talentos, que recrutou cantores para formar um dueto entre milhares de candidatos.

Leo e sua parceira alemã Vanessa foram escolhidos pelo público como o dueto vencedor na madrugada de quinta-feira (10). A final do programa, transmitida ao vivo, foi vista por 2,5 milhões de telespectadores.

O brasileiro, que fala alemão quase sem sotaque, vive na cidade de Hinwil, na Suíça, e trabalha como comerciante. Ele já tinha ficado em sexto lugar no programa suíço “Music Star”.

O dueto foi escolhido pelos telespectadores, que votaram por telefone. Nos momentos finais do show, Leo apelou em português frente às câmeras: “Todos os brasileiros que estão me ouvindo, liguem para cá!”

Ele chorou quando foi declarado vencedor. No programa final, ele e sua parceira cantaram músicas como “Cry for you” e “Umbrella”, que apresentaram junto com a cantora americana Rihanna.

Seu prêmio é a comercialização de um CD do dueto, que foi gravado antes do show pelos duetos que disputaram a final. O disco já está sendo vendido na Alemanha a partir desta sexta-feira.

“Já faz tempo que eu quero fazer carreira como cantor”, disse Leo, que tem três ídolos musicais: Michael Jackson, Boyz II Men e o cantor Usher.

Bruce Springsteen recebe prêmio na Casa Branca
Cerimônia realizada no domingo (6) também homenageou De Niro.
‘Eu sou o presidente, mas ele é O Chefe’, disse Barack Obama.

Foto: AFP O ator Robert De Niro e o músico Bruce Springsteen recebem os cumprimentos do presidente dos EUA, Barack Obama (Foto: AFP)

O cantor Bruce Springsteen foi condecorado com o 32º Kennedy Center Honors pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. A cerimônia aconteceu na Casa Branca, em Washington, no último domingo (6). As informações são do site da revista “Spinner”.

“Eu sou o presidente, mas ele é ‘O Chefe'”, brincou Obama durante a entrega do prêmio, que é dado a personalidades que contribuíram para a formação da cultura americana por meio das artes.

“Trabalhamos muito para que nossa música fizesse parte das vidas americana e dos fãs. De uma certa forma, este é um reconhecimento da mistura entre meu trabalho e a cultura americana. É uma grande satisfação recebê-lo”, disse o músico, de 60 anos.

O ator Robert De Niro, o comediante Mel Brooks, o compositor e pianista de jazz Dave Brubeck e a cantora de ópera Grace Bumbry também foram homenageados.

Durante a cerimônia, John Mellencamp, Jennifer Nettles, Melissa Etheridge e Sting cantaram algumas das músicas Springsteen.

A premiação, acompanhada por 2.200 convidados junto a Obama e sua esposa Michelle, foi inaugurada pela atriz Meryl Streep e pelo diretor Martin Scorsese, que prestaram uma homenagem a De Niro.

A banda inglesa Oasis. (Foto: Divulgação)

Os roqueiros britânicos do Muse superaram nesta segunda-feira (26) a recém dissolvida banda Oasis na categoria Melhor Artista do Mundo na Atualidade na premiação da revista “Q”.
O compositor e guitarrista Noel Gallagher anunciou há dois meses que estava deixando o Oasis, mas a banda de Manchester ainda assim foi indicada ao prêmio junto ao Muse, Coldplay, Kings of Leon e Arctic Monkeys.
O Oasis também perdeu na categoria de Melhor Artista ao Vivo, prêmio que foi para o Arctic Monkeys.
A White Lies recebeu prêmio de Melhor Banda Revelação e o Mr. Hudson o de Melhor Artista Revelação.
Lady Gaga levou o prêmio de Melhor Vídeo com “Just dance” e Lily Allen conquistou o de Melhor Canção com “The fear”.
“(A revista) Q continua orgulhosa do feito de que seus prêmios, que celebram as conquistas e a excelência musical durante os últimos 12 anos, são decididos pelos seguidores da música do país, que votaram novamente aos milhares”, disse o editor-chefe da publicação britânica, Paul Rees.

Rita Lee (esq) foi homenageada. Marisa Monte levou prêmio de melhor cantora e Seu Jorge (dir), melhor cantor. (Foto: Alexandre Durão/G1)

Nem as seis indicações do Skank, nem as cinco de Jota Quest e Marcelo D2, cada, conseguiram evitar. Quem se deu bem mesmo no 16º Prêmio Multishow de Música Brasileira, realizado na noite desta terça-feira (18), no Rio de Janeiro, foram os gaúchos do Fresno, Seu Jorge e Marisa Monte, que levaram, respectivamente, os troféus nas categorias Banda, Cantor e Cantora, as principais do evento. A preferência do “júri”, ou seja, dos internautas, foi pulverizada entre os concorrentes, o que resultou em uma democrátia e equilibrada distribuição de prêmios. A noite contou ainda com uma homenagem surpresa à cantora Rita Lee.

A premiação teve início com a apresentação coletiva das cantoras Maria Gadú, Nina Becker e Roberta Sá, que se juntaram a Seu Jorge e Marcelo D2 em “Pode acreditar”, música do próprio D2. Logo em seguida, a atriz Fernanda Torres, em um elegante um vestido vermelho, saudou o público. “Estamos pegando fogo”, disse a apresentadora, para em seguida confirmar sete milhões de votos recebidos pela internet.

O local do evento, que este ano aconteceu no Citibank Hall, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, foi motivo para uma brincadeira com o público localizado no “gargarejo”, uma novidade na edição deste ano, que teve direção geral de Joana Mazzucchelli e direção musical de Liminha. “Aqui a gente tem que olhar para baixo na hora de cumprimentar os fãs. No Theatro Municipal é diferente, o povo fica todo lá em cima, na galeria”, divertiu-se.

As mudanças também foram significativas no visual da festa. A produção fez bom uso das dimensões do lugar e instalou telões coloridos de alta definição por toda a extensão do palco, resultando em um belo cenário virtual. No teto, cilindros com leds luminosos foram utilizados pelo cenógrafo Zé Carratu, que formou um efeito semelhante ao visto no palco da turnê “In rainbows”, do Radiohead, que passou pelo Brasil em março deste ano.

Piadas também fizeram parte do roteiro

No telão, cenas calientes. Reginaldo Rossi e Preta Gil são flagrados num “amasso” momentos antes da apresentação da categoria Show. “Reginaldo, o que é isso? O que é que vão dizer da gente?”, perguntou Preta. “Ué, vão dizer que eu sou lindo e que você é gostosa”, respondeu Rossi, seguido por aplausos.

Pouco depois, foi a vez de Fernanda Torres fazer graça. Ao citar comunidades virtuais no Orkut relacionadas a artistas, revelou sua preferida: “’Eu acordo com o cabelo da Vanessa da Mata’. Ah, quem nunca passou por isso, não é mesmo?”, comentou.

Favoritismo significou pouco

A noite foi marcada pela distribuição democrática dos prêmios: ninguém se destacou ganhando muitos. Skank levou por Clipe e Iniciativa, uma nova categoria que elegeu a melhor ação de distribuição de música em novas mídias, e a única cujo vencedor foi escolhido pelo canal. Marisa Monte também ficou com dois: DVD e Cantora. Apenas eles se deram ao luxo de levar mais de um troféu para casa.

“Música não é uma atividade competitiva. Muito mais importante é estar aqui, entre essas cantoras maravilhosas”, disse Marisa.

Seu Jorge, o cantor vencedor, também foi simpático ao receber seu troféu das mãos de Rodrigo Amarante, que havia se apresentado momentos antes com o Little Joy, e Vanessa da Mata. “Bom mesmo é receber este prêmio de pessoas amigas diante de outros amigos”.

Até a pouco conhecida Débora Teicher, da banda Scracho, se deu bem. Levou para casa o prêmio pela categoria Instrumentista.

“Toca Raul!”

Um número musical chamou a atenção não tanto pela música em si, mas pelo barrigão exibido por Ivete Sangalo (supergrávida!) na apresentação, ao lado de Zeca Pagodinho, de “Falsa baiana” e “Deixa a vida me levar”.

Já o ex-titã Arnaldo Antunes e a revelação Ana Cañas escolheram a canção “Como vovó já dizia”, de Raul Seixas, talvez motivados pelos recém-completos 20 anos da morte do cantor. E NX Zero, Fresno e Strike subiram juntos ao palco para uma versão de “Inútil”, sucesso do Ultraje a Rigor. E Diego Ferrero ainda arriscou: “Vamos puxar uma vaia pro Sarney!”, no que foi prontamente obedecido.

“Aleluia, irmãos!”

A premiação foi encerrada com uma homenagem à Rita Lee. No telão, um vídeo narrado pelo filho Beto Lee, com imagens da cantora desde os tempos de criança, passando pelos Mutantes e carreira solo, foi exibido. Para completar, uma parceria inédita no palco. Gilberto Gil cantou ao lado de seu filho Ben Gil, da conterrânea Pitty e do baterista João Barone um medley dos sucessos “Ovelha negra”, “Mania de você” e “Lança perfume”.

Acompanhada pela neta Isabela, ela agradeceu de maneira inusitada. “Que delícia! Mas, cá entre nós, preferia receber essa homenagem em dinheiro. Aliás, o número da minha conta nas Ilhas Cayman é o mesmo que o da Igreja Universal. Aleluia, irmãos!”, despediu-se a cantora.

Veja a lista completa dos ganhadores:

Cantor:
Seu Jorge

Cantora:
Marisa Monte

CD:
“Agora”, NX Zero

Clipe:
“Ainda gosta dela”, Skank

DVD de Música:
“Infinito ao seu redor”, Marisa Monte

Grupo:
Fresno

Instrumentista:
Débora Teicher, Scracho

Música:
“Amado”, Vanessa da Mata

Show:
“Multishow ao vivo”, Capital Inicial

Revelação:
Banda Cine

TV Zé:
“Dalila”, Ivete Sangalo

Integrantes do Limp Bizkit participam do Kerrang! Awards 2009 no Brewery, em Londres, nesta segunda (3). (Foto: AP)

Liam Howlett e Keith Flint, do Prodigy, no Kerrang! Awards 2009, em Londres, nesta segunda (3). (Foto: AP)

O Metallica levou o prêmio de melhor álbum no Kerrang! Awards 2009, que aconteceu nesta segunda-feira (3) no Brewery, em Londres. A banda norte-americana foi premiada pelo disco “Death magnetic”, lançado em 2008.

Os americanos do Limp Bizkit levaram o prêmio Hall of Fame. Já os ingleses do The Prodigy ganharam o troféu de melhor single com “Omen”, do álbum “Invaders must die”. De Iwoa, nos EUA, o Slipknot ganhou os prêmios de melhor banda internacional e melhor show.

Foram premiados ainda In Case of Fire (revelação britânica), The Gaslight Anthem (revelação internacional), Mastodon (melhor vídeo, “Oblivion”), Linkin Park (compositor), Alice In Chains (ícone), Machine Head (inspiração) e Bullet For My Valentine (melhor banda britânica).

Mercury Prize 2009

Publicado: julho 22, 2009 em Premiação

Divulgação
A produção do prêmio Mercury anunciou hoje, dia 27, a lista de seus 12 candidatos para a edição de 2009. Apenas um dos concorrentes será eleito o melhor álbum britânico do ano.

Entre os candidatos ao posto, é clara a grande quantidade de novas bandas britânicas, como Glasvegas, Friendly Fires e The Invisible, que possuem pouco tempo de carreira. Dos indicados, os grupos The Horrors e Kasabian são os mais experientes.

O nome do vencedor do Mercury Prize, um dos mais prestigiados prêmios musicais do Reino Unido e Irlanda, será divulgado apenas no dia 8 de setembro, em uma cerimônia realizada em Londres.

Segundo a publicação New Musical Express, os grupos Florence and The Machine e Kasabian aparecem como os favoritos ao prêmio. Em 2008, o vencedor foi o grupo Elbow, com o disco The Seldon Seen Kid, que concorria com artistas como Adele, Radiohead e Alison Krauss.

Confira abaixo a lista completa dos indicados:

Bat For Lashes – Two Suns
Florence And The Machine – Lungs
Friendly Fires – Friendly Fires
Glasvegas – Glasvegas
The Horrors – Primary Colours
La Roux – La Roux
Led Bib – Sensible Shoes
The Invisible – The Invisible
Lisa Hannigan – Sea Sew
Kasabian – West Ryder Pauper Lunatic Asylum
Speech Debelle – Speech Therapy
Sweet Billy Pilgrim – Twice Born Men