Arquivo da categoria ‘Shows Internacionais’

           Paul McCartney volta a tocar em São Paulo após 17 anos.

Até o começo do ano que vem, muitos shows que prometem ser inesquecíveis poderão ser vistos no Brasil. Desde julho, quando começou o semestre mais agitado para os palcos nacionais, já foram agendados artistas de todos os gêneros e idades, além de festivais.

Muitos já rolaram e entraram para a história, como o SWU. Mas ainda vêm por aí o festival Planeta Terra, além, é claro, das duas apresentações de Paul McCartney em São Paulo. E, em 2011, ainda teremos os primeiros shows da polêmica Amy Winehouse no Brasil!

Veja abaixo:

Novenbro 2010:

Mostra Sesc de Artes
19 a 28, São Paulo (unidades do Sesc)
Artistas: Lou Reed, Ornette Coleman, The Raveonettes, Clash Trio, Patife Band, Chelpa Ferro e outros
Preço: de R$ 8 a R$ 40

God Save the Queen
19, São Paulo (HSBC Brasil)
Preço: de R$ 80 a R$ 220

Creedence Clearwater Revisited
20, São Paulo (Via Funchal)
Preço: de R$ 200 a R$ 300

Festival Planeta Terra
20, São Paulo (Playcenter)
Bandas: Smashing Pumpkins, Hot Chip, Pavement, Mika, Girl Talk, Of Montreal, Phoenix e outras
Preço: R$ 160 a R$ 220 (esgotados)

Paul McCartney
21 e 22, São Paulo (Morumbi)
Preço: de R$ 140 a R$ 700 (esgotados)

Martina Topley-Bird
22, São Paulo (Comitê)
Preço: não divulgado

Scissor Sisters
22, São Paulo (Via Funchal)
Preço: R$ 200 a R$ 300

Tokio Hotel
23, São Paulo (Via Funchal)
Preço: R$ 200 a R$ 350

Jeff Beck
25, São Paulo (Via Funchal)
Preço: R$ 200 a R$ 300

Señor Coconut y Su Orquestra
25, São Paulo (Comitê)
Preço: não divulgado

Twisted Sister
27, São Paulo (Via Funchal)
Preço: de R$ 140 a R$ 250

Smirnoff Nightlife Exchange Project
27, São Paulo (local a definir)
Artistas: Van She, Bag Raiders, Muscles e outros
Preço: a partir de R$ 120

Yes
28, São Paulo (HSBC Brasil)
Preço: de R$ 40 a R$ 250

Rammstein
30, São Paulo (Via Funchal)
Preço: de R$ 200 a R$ 300

Dezembro 2010:

Rammstein
1º, São Paulo (Via Funchal)
Preço: de R$ 200 a R$ 300

Pennywise
3, São Paulo (Via Funchal)
Preço: de R$ 120 a R$ 200

Halls XS Xtra Sound
4, São Paulo (Chácara do Jóquei)
Artistas: The Temper Trap, Dirty Vegas Full Band, Paul Harris e Re Dupre
Preço: R$ 300

Barry Gibb
6, São Paulo (Via Funchal)
Preço: de R$ 300 a R$ 750

Stone Temple Pilots
9, São Paulo (Via Funchal)
Preço: de R$ 200 a R$ 300

Funeral for a Friend
11, Curitiba (John Bull Music Hall)
12, São Paulo (Inferno Club)
Preços: R$ 40 a R$ 50

Janeiro 2011:

Amy Winehouse, Janelle Monáe e Mayer Hawthorne
8, Florianópolis (Summer Soul Festival, Pachá)
11, Rio de Janeiro (HSBC Arena)
13, Recife (Centro de Convenções de Pernambuco)
15, São Paulo (Arena Anhembi)
Preços: a divulgar

All Time Low
29, São Paulo (Via Funchal)
Preço: de R$ 120 a R$ 200

Fevereiro 2011:

Hoodoo Gurus
17, São Paulo (Via Funchal)
Preço: de R$ 100 a R$ 200

Março 2011:

Iron Maiden
26, São Paulo (estádio do Morumbi)
27, Rio (HSBC Arena)
30, Brasília (ginásio Nilson Nelson)
Preços: ainda não divulgados

Ozzy Osbourne
30, Porto Alegre
Preço: R$ 200 a R$ 600

Abril 2011:

Iron Maiden
1º, Belém (Parque de Exposições)
3, Recife (Parque de Exposições)
5, Curitiba (Expotrade)
Preços: ainda não divulgados

Ozzy Osbourne
2, São Paulo (Arena Anhemi)
5, Brasília
7, Rio de Janeiro (Citibank Hall)
9, Belo Horizonte
Preço: R$ 200 a R$ 600

Lauryn Hill toca no dia 7 de setembro.(Foto Divulgação)

Quem gosta de música internacional, de rock, new age a R&B, está dando pulos de alegria. No segundo semestre, é possível dizer, sem exageros, que São Paulo será a capital mundial da música. Serão 19 grandes apresentações internacionais na cidade. Os arredores também vão bombar com o festival roqueiro SWU Music & Arts Festival, em Itu, e com o R&B de Mariah Carey, em Barretos.

São atrações para todos os gostos e estilos, num curto espaço de tempo. Fãs do soul, por exemplo, poderão curtir Lauryn Hill, no dia 7 de setembro, e o rock do Scorpions, no dia 18 e 19. No mês seguinte, é a vez do punk do Green Day, no dia 20. Os californianos não são as únicas estrelas em outubro. No mesmo mês, num intervalo de 14 dias, haverá sete apresentações. E a diversidade de atrações é ainda maior.

A maratona em outubro começa com Bon Jovi no dia 6. No dia 8, é a vez do rock progressivo do Rush. Depois da paulada, um alívio, ao menos, para os olhos, com a mexicana Anahí, ex-RBD (10).

Na sequência, vêm Echo & The Bunnymen (11), The Cranberries (14), Alejandro Sanz (19) e, por fim, Green Day, no dis 20. Nesse meio tempo, nos dias 10 e 11, ocorre o festival SWU Music & Arts Festival, em Itu, a 70 Km de São Paulo, que trará um combo de Kings of Leon, Dave Matthews Band, Linkin Park e Incubus. Em novembro será a vez de Creedence Clearwater Revisited, no dia 20, e o Twisted Sister, no dia 27.

Para Marcelo Fróes, produtor e dono do selo Discobertas, esse fenômeno de shows tem uma explicação direta.

– É um reflexo da crise financeira mundial.

Fróes sustenta que a indústria da música internacional teve de readequar seus planos para uma nova realidade financeira.

– Eles começaram a negociar os shows e ficou mais fácil trazer esses artistas para países do Terceiro Mundo.

Diretor de shows internacionais da Time For Fun, responsável por viabilizar nove atrações (Rush, Lauryn Hill, Alejandro Sanz, Echo & The Bunnymen, Yanni, Stomp, Bon Jovi, Scorpions e The Cranberries), Alexandre Faria, pensa diferente.

– Acho que tudo isso é resultado do amadurecimento do mercado fonográfico da América Latina. Para trazer o Bon Jovi, por exemplo, tivemos de negociar por oito meses.

Para o público, é preciso ter bala na agulha para curtir. O ingresso mais caro, para o show de Yanni, vai custar R$ 850.

Madonna e Dave Matthews, dois dos artistas norte-americanos que mais faturaram em turnês na década (Foto: AP)
O site norte-americano Pollstar.com divulgou uma lista das turnês mais lucrativas da década – considerado o período entre os anos 2000 e 2009. No topo, aparece o grupo Dave Matthews Band, com US$ 529,1 milhões arrecadados em shows, seguido pela canadense Celine Dion (US$ 522 milhões) e o cantor country Kenny Chesney (US$ 455,6 milhões).

Também aparecem na lista nomes como Rolling Stones, U2, Madonna, Bon Jovi, Metallica e AC/DC. Apesar de menos divulgados, os três artistas que lideram o ranking são considerados incansáveis em suas séries de shows pela América do Norte. Celine Dion – que ficou famosa pela música “My heart will go on”, do filme “Titanic” – conquistou a segunda posição graças, em boa parte, às suas apresentações fixas no Caesars Palace, em Las Vegas.

Confira a seguir a lista dos 50 primeiros colocados.

1. Dave Matthews Band
2. Celine Dion
3. Kenny Chesney
4. Bruce Springsteen
5. The Rolling Stones
6. U2
7. Madonna
8. Eagles
9. Elton John
10. Jimmy Buffett
11. Toby Keith
12. Cher
13. Elton John / Billy Joel
14. Bon Jovi
15. Metallica
16. Rascal Flatts
17. Paul McCartney
18. *NSYNC
19. Britney Spears
20. Trans-Siberian Orchestra
21. Aerosmith
22. Tim McGraw / Faith Hill
23. George Strait
24. The Police
25. Neil Diamond
26. Barry Manilow
27. Bob Dylan
28. “American Idols Live”
29. “Ozzfest”
30. Rod Stewart
31. “Vans Warped Tour”
32. Van Halen
33. Fleetwood Mac
34. Brooks & Dunn
35. AC/DC
36. Coldplay
37. Eric Clapton
38. Luis Miguel
39. Tom Petty & The Heartbreakers
40. Nickelback
41. Dixie Chicks
42. Tim McGraw
43. Backstreet Boys
44. Brad Paisley
45. Tina Turner
46. Bette Midler
47. Billy Joel
48. Barbra Streisand
49. Phish
50. James Taylor

Sting Se no fim de semana dos dias 7 e 8 São Paulo recebeu dois festivais diferentes ao mesmo tempo, desta vez, neste sábado (21) e domingo (22), a capital paulista terá dois shows diferentes no mesmo local. A Chácara do Jockey é o cenário para os norte-americanos do The Killers no sábado à noite. Durante o dia, porém, o local será palco da primeira etapa do festival Natura Nós About Us, com shows voltados para o público infantil, como o espetáculo Palavra Cantada, às 13h30, e outros.

No domingo, o About Us recebe o músico inglês Sting, que volta ao país acompanhado de uma nova banda formada por guitarra, teclado e bateria. Na mesma noite se apresentam Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Lenine e Jason Mraz. Inicialmente previsto para ocupar a Pista de Atletismo do Ibirapuera, o festival foi transferido por “motivos técnicos”. Ainda há ingressos para todas as apresentações.

“O show vai ser completamente diferente do álbum novo. Estou indo ao Brasil com a minha banda de rock. Vamos tocar meus maiores sucessos, músicas do The Police, coisas da minha carreira solo, vai ser uma noite de rock ‘n’ roll barulhenta”, adiantou Sting em entrevista na segunda-feira (16).

“Meu disco novo é bem calmo e introspectivo, então é completamente diferente. Como sempre faço, vou tocar músicas como ‘Roxanne’, ‘Message in a bottle’, canções que todo mundo conhece”, falou o artista, acrescentando que não se sente na “obrigação” de tocar músicas do Police. “Afinal de contas, fui eu quem as escreveu e arranjou. Tenho orgulho das minhas músicas.”

Quanto a uma possível reunião com o guitarrista Andy Summers e o baterista Stwart Copeland, o cantor foi direto: “Não há chance. A turnê do Police já foi completada, fechamos um ciclo. Fez muito sucesso, as pessoas gostaram muito, foi uma das mais bem-sucedidas. Mas já passou, não preciso fazer isso de novo. Foi divertido enquanto durou.”

Veja informações sobre o festival Natura Nós About Us

The Killers Formado pelo vocalista Brandon Flowers, pelo baixista Mark Stoermer, pelo guitarrista Dave Keuning e pelo baterista Ronnie Vannucci, o The Killers, quarteto originário de Las Vegas, lançou em 2008 o aclamado “Day & age”, seu terceiro álbum de estúdio, e surpreendeu pela “pegada dançante”.

Em sua segunda passagem pelo Brasil – a primeira foi no Tim festival de 2007 – o grupo deve apresentar canções de seus dois primeiros álbuns, “Sam’s town” (2006) e “Hot fuss” (2004), além de raridades e lados B.

The Killers em São PauloQuando:

21 de novembro (sábado), às 20h

Onde: Chácara do Jockey, Av. Pirajussara s/n (Altura do nº 5100 da Av. Francisco Morato) Quanto: R$ 200 (pista) e R$ 350 (pista premium)

Joss Stone Quem também retorna ao Brasil é a cantora inglesa Joss Stone. Com o recém-lançado “Colour me free” (2009) na bagagem, a artista se apresenta dia 21 de novembro na HSBC Arena, no Rio de Janeiro, no dia 22 no HSBC Brasil, em São Paulo, e no dia 23 no Teatro Positivo, em Curitiba.

Os fãs podem esperar ouvir canções novas e ainda músicas de seus trabalhos anteriores, “Introducing Joss Stone” (2007), “Mind, body & soul” (2004) e “The soul sessions” (2003).

Rio de Janeiro Quando: 21 de novembro (sábado), às 21h30 Onde: HSBC Arena, Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3401, tel. (21) 3035-5200 Quanto: R$ 70 a R$ 290 / Informações: http://www.hsbcarena.com.br/

São Paulo Quando: 22 de novembro (domingo), às 21h Onde: HSBC Brasil, R. Bragança Paulista, 1281, Chác. Sto. Antonio, tel. (11) 4003-1212 Quanto: R$ 70 a R$ 300 / Informações: http://www.hsbcbrasil.com.br/

Curitiba
Quando: 23 de novembro (segunda-feira), às 21h
Onde: Teatro Positivo, Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, tel. (41) 3317-3000
Quanto: R$ 254 e R$ 304