Arquivo da categoria ‘Simple Minds’

.O grupo escocês Simple Minds enfileirou diversos sucessos em quase 2 horas de show

Fotos: Alex Palarea / AgNews

Com carioquíssimos 40 minutos de atraso, os escoceses do Simples Minds entraram no palco do Vivo Rio, casa de shows na zona sul da cidade, na noite desta quinta-feira (19), para fazer a festa, principalmente de quem estava nos locais mais baratos.
A banda, sucesso total nos anos 80, voltou ao país com uma formação bem próxima da original: Jim Kerr (vocal), Charlie Burchill (guitarra) e Mel Gaynor (bateria), estavam acompanhados de Eddie Duffy (baixo), Andy Gillespie (teclados) e Sarah Brown (backing vocal).

Deixando a chatice politicamente correta de lado, o que se via perto dos instrumentos eram garrafas de cerveja e whisky. Os caras são escoceses, água para que? Nesse tom, logo na primeira canção Kerr, super simpático e animado, chamou quem estava nas mesas mais afastadas (e baratas) para a frente do palco.

Ele queria todo mundo dançando. O pedido agradou grande parte do ótimo público presente, mas desagradou aos fotógrafos – que só poderiam registrar as primeiras três canções – e fazendo com que os que pagaram R$ 250 por uma mesa no setor vip, vissem seus lugares se tornarem, literalmente, os piores da casa.

Para ver algo, só em pé. Um clima totalmente Circo Voador. Mas o grande conflito diplomático aconteceu quando os seguranças da casa resolveram retirar fotógrafos e público. Kerr e banda pararam de tocar e o vocalista disparou:

– Esse é o meu show. Ou eles ficam ou eu não toco.

A decisão gerou um misto de aplausos e vaias, mas, como ele disse, era o seu show.

Com a voz em grande forma, solos de guitarra inspirados, boas intervenções dos músicos de apoio e da vocalista Sarah Brown, o Simple Minds enfileirou sucessos em pouco menos de 2 horas de apresentação.

Alive and Kicking, Mandela Day e (Don´t You) Forget About Me, fizeram todos dançarem e venceram a resistência até de jovens senhoras que subiram em suas cadeiras vips e dançaram bastante.

Fim de espetáculo e todos ficaram com a certeza de que a década de 80 não foi tão ruim assim (pelo menos musicalmente). Vida longa ao Simple Minds.

Clássicos do grupo escocês Foram entoados Pelo vocalista Jim Kerr em SP

Orlando Oliveira / Agnews
Os escoceses do Simple Minds se apresentaram Nesta terça (17 ), na Via Funchal, em São Paulo.

O grupo , Que Fez Muito Sucesso nsa anos 80, comemora 30 anos de Carreira.

DEPOIS DE 15 anos sem tocar nenhum País , uma banda agitou Fãs de Todas SO como idades com sucessos Don’t You (Forget About Me), Alive and Kicking e Mandela Day.

Além do líder e vocalista Jim Kerr, Completam o grupo o guitarrista Charlie Burchill , o baterista Mel Gaynor, o baixista Eddie Duffy, o tecladista Andy Gillespie EA backing vocal Sarah Brown.

Apesar das comemorações , OS Também Estão os roqueiros UM lançando novo álbum de inéditas , Graffiti Soul.

DEPOIS de São Paulo, Simple Minds o segue em turnê Pelo Rio ( Vivo Rio , dia 19) , Brasília ( Ginásio Nilson Nelson, dia 21) e Porto Alegre ( Bourbon Country, dia 22).

Foto: Getty Images

Após cancelar turnê na América Latina em 2009, a banda escocesa Simple Minds volta ao Brasil para shows em quatro capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Porto Alegre. A turnê comemora os 30 anos de carreira da banda, que conta com a formação de Jim Kerr (vocais), Charlie Burchill (guitarras, teclados), Mel Gaynor (bateria) e Eddie Duffy (baixo).

Surgido nos anos 1980, o grupo fez seu primeiro sucesso em 1985 com a canção (Don’t You) Forget About Me, que fez parte do filme Clube dos Cinco (The Breakfast Club), de John Hughes. O álbum mais recente do grupo é Graffiti Souls, de 2009, 16° da carreira.

São Paulo
Quando: 17 de agosto, Via Funchal. Ingressos: R$ 180,00 a R$ 300,00.

Rio de Janeiro
Quando: 19 de agosto,Vivo Rio.

Brasília
Quando: 21 de agosto, Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Porto Alegre
Quando: 22 de agosto, Bourbon Country.

Os valores dos ingressos dos shows no Rio de Janeiro, em Brasília e em Porto Alegre ainda não foram divulgados.