Arquivo da categoria ‘Those Dancing Days’

A banda sueca Those Dancing Days. (Foto: Divulgação)

Elas são suecas, branquelas e querem fazer você dançar. Apesar de a descrição poder ser aplicada ao ABBA (provavelmente a banda sueca mais conhecida de todos os tempos), ela se aplica com precisão ao Those Dancing Days, quinteto de garotas que começa sua turnê brasileira no Recife nesta sexta-feira (18), com um show no festival No Ar Coquetel Molotov.

Elas ainda se apresentam No bar Órbita, em Fortaleza, neste sábado (19) e na semana seguinte tocam em São Paulo, no dia 25 (no SESC Pompéia), seguem para Porto Alegre no dia 26 (no Beco) e terminam a turnê voltando para São Paulo, no dia 27, com um show no Centro Cultural da Juventude.

“Começamos em 2005”, conta a baterista Cissi Efraimsson em entrevista por telefone ao G1. “Eu conhecia Lisa e Rebecka, nós tínhamos uma banda chamada ‘Herpeas’ (esse nome é tão embaraçoso…) quando estávamos na escola. Depois conheci Mimi, e ela falou que tinha uma amiga que cantava muito bem – a Linnea. Na época, Linnea e Mimi tinham uns 16 anos”.

Influenciadas por grupos de indie pop como Bis e Girlfriendo, além do chamado “northern soul” – “gênero” inglês que reúne artistas obscuros da soul music – as cinco garotas fizeram barulho na imprensa especializada apenas com um EP homônimo e um álbum, “In our space hero suits”.

“Foi realmente rápido. Assim que lançamos o EP e criamos nossa página no MySpace, começamos a receber recados de pessoas de fora da Suécia”, conta Cissi. Elas já fizeram turnês pela Europa, incluindo festivais como o Latitude, na Inglaterra – e sua passagem pelo Brasil será a primeira grande turnê fora do continente.

Estágio

Mas isso não significa que o Those Dancing Days já seja a única ocupação das garotas. “A gente não tem só a banda – eu, por exemplo, sou designer, faço ilustrações. Quando eu não estou ensaiando ou viajando com as Those Dancing Days eu trabalho como estagiária de design em uma revista”, explica a baterista.

Depois dos shows no Brasil, elas voltam para a Europa – seus planos para 2010 incluem a gravação de um novo álbum. “Nós já temos as demos das novas músicas, e pretendemos gravar um novo álbum durante o inverno, mas ainda estamos sem produtor”, revela Cissi.

Mas a baterista já adianta que infelizmente os brasileiros não vão poder ouvir as inéditas. “Acho que não vamos tocar músicas novas no Brasil, queremos mantê-las em segredo. Então vocês vão ter que esperar mais um pouco para ouvir as novas faixas”, diz, rindo baixinho e um pouco tímida.

Com o nome inspirado na faixa “Dancing days”, dos dinossauros do Led Zeppelin (“Mimmi é uma grande fã deles”, entrega Cissi), elas já sabem o que esperar do público brasileiro. “Falei com o pessoal do Shout Out Louds (grupo sueco no Brasil em 2008) e eles me disseram que o show foi incrível e que nós amaríamos tocar no Brasil. Os brasileiros que conhecemos em shows na Europa são sempre muito felizes – então espero que as pessoas dancem muito nos nossos shows aí”.