Arquivo da categoria ‘Twitter’

A cantora Alicia Keys durante show no auditório Shrine, no BET Awards 2010, em Los Angeles (27/06/2010).

LOS ANGELES (Reuters) – Demorou mais tempo do que muitos imaginavam, mas a cantora Alicia Keys e outras celebridades facilmente arrecadaram 1 milhão de dólares para uma entidade de ajuda a vítimas da Aids.

Keys e o cofundador da entidade Keep a Child Alive, Leigh Blake, disseram na segunda-feira que a campanha da “morte digital” conseguiu arrecadar 1 milhão de dólares depois que o empreendedor farmacêutico Stewart Rahr doou 500 mil dólares.

Além da arrecadação de fundos para ajudar milhões de crianças e famílias com Aids na África e na Índia, estavam em jogo as vidas digitais das celebridades, que prometeram se ausentar das redes sociais como Twitter e Facebook até que 1 milhão de dólares fosse arrecadado.

Entre os participantes estavam Justin Timberlake, Ryan Seacrest, Lady Gaga, Kim Kardashian e Usher. A campanha foi lançada no Dia Mundial da Aids, 1o de dezembro, em meio à grande expectativa dos fãs para que atingissem logo o objetivo.

Afinal de contas, as celebridades têm milhões de fãs. Lady Gaga tem 7,3 milhões de seguidores no Twitter. Justin Timberlake tem 3,6 milhões, e Seacrest tem 3,7 milhões.

O problema foi que a campanha demorou mais do que o esperado, e as doações atingiram apenas 100 mil, depois 200 mil. Os astros foram alvo de piadas na Internet, na TV e na rádio. Sua popularidade — ou a falta dela — foi questionada, assim como o desejo dos fãs de mantê-los “mortos digitalmente”.

Mas na segunda-feira as estrelas emergiram.

“Estou tão eufórico por voltar ao twitter! Grito especial de agradecimento a Stewie Rah Rah por sua doação generosa”, disse Seacrest no Twitter.

“Voltei da morte! Muito obrigado a todos por suas doações e contribuições! Senti tanta falta de todos vocês!!!”, publicou Kardashian na sua conta.

A Keep a Child Alive, por sua vez, informou que “apesar de nunca ter esperado arrecadar 1 milhão de dólares da noite para o dia”, a entidade está absolutamente impressionada porque conseguiu alcançar o objetivo em menos de uma semana.

Segundo o grupo, mais de 3.600 pessoas contribuíram.

(Reportagem de Bob Tourtellotte)

Anúncios

Kanye West tira o microfone de Taylor Swift durante o agradecimento (Foto: Gary Hershorn/Reuters)

As observações do presidente Barack Obama sobre o rapper Kanye West provocaram um debate sobre o uso do Twitter por jornalistas nos EUA. Em uma entrevista coletiva, conversando com os repórteres pouco antes de gravar uma entrevista para a rede CNBC, Obama chamou West de “jackass”, por tomar o microfone da cantora Taylor Swift quando ela recebia o prêmio de melhor vídeo feminino durante a cerimônia do Video Music Awards.

A expressão usada por Obama foi parar no twitter do jornalista Terry Moran, âncora da concorrente ABC e que estava presente na entrevista. ‘Agora é presidencial’, escreveu Moran, que depois apagou a mensagem. O site TMZ publicou o áudio do presidente.

A rede se pronunciou dizendo que não considera correta a atitude de seus funcionários de colocar no serviço de microblog a fala do presidente ‘off the record’ (jargão jornalístico para conversas que não devem ser publicadas). A rede pediu desculpas à Casa Branca e à rede CNBC.

E-mails sobre os comentários do presidente circularam entre os funcionários da ABC e antes que qualquer coisa fosse publicada, pelo menos três funcionários da rede usaram o Twetter para espalhar a notícia. Um deles era o ex-correspondente da Casa Branca Terry Moran, que não quis comentar o caso.

Autoridades da rede ABC descobriram sobre o caso cerca de uma hora depois, mas a notícia já havia se espalhado.

O serviço de microblog é uma ferramenta muito utilizada por jornalistas e chegou na frente antes de muitas instituições de mídia desenvolvessem regras para seu uso, disse à agência de notícias Associated Press o professor da Universidade de Columbia e executivo da ABC News Richard Wald. “É necessário reforçar a noção de que é preciso checar antes de se publicar.”